Tire o "s" da crise e crie

Sempre há uma alternativa na crise

Um homem vivia na beira da estrada e vendia cachorro-quente.

Não tinha rádio, e, por deficiência de vista, não podia ler jornais. Em compensação vendia um bom cachorro-quente.

Colocou um cartaz na beira da estrada anunciando a mercadoria e ficou ali, gritando quando alguém passava:

-Olha o cachorro-quente especial!

E as pessoas compravam. Com isso, aumentaram os pedidos de pães e salsichas, e acabou construindo uma boa mercearia. Então mandou buscar o filho na Universidade, para ajudá-lo a tocar o negócio, e alguma coisa aconteceu. 

O filho veio e disse:
-Papai, o senhor não tem ouvido rádio? Não tem lido jornais? Há uma crise muito séria, e a situação internacional é perigosíssima!

Diante disso, o pai pensou:
-Meu filho estudou na Universidade, portanto deve saber o que está dizendo.
E então reduziu os pedidos de pães e salsichas, tirou o cartaz da beira da estrada e não ficou ali, apregoando o seu cachorro-quente. 

As vendas caíram do dia para a noite, e ele disse ao filho, convencido:
-Você tinha razão meu filho, a crise é muito séria!

Com qual dos personagens desta história você se identifica mais?

Você se identifica com o pai que mesmo sem a “segurança” de ser uma pessoa bem informada acreditou que fazendo o seu melhor e aproveitando as oportunidades seria possível progredir nesta vida?

Ou com o filho que, influenciado pela mídia, conversas e constatações pessoais, se deixou levar por uma atitude pessimista com relação às oportunidades que temos nesta vida? 

"Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento." 
(Albert Einstein)

"Quando escrito em chinês a palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade." (John F. Kennedy)


Retire o "s" da crise e CRIE!!!!




Postar comentário

Deixe seu comentário ou sugestão. Sua opinião é muito importante para nós.